Estarão os Smartphones a substituir as Câmaras? - iServices

Estarão os Smartphones a substituir as Câmaras?

29/08/2022 - 09:46 - João Patricio
Detalhe da câmara de um iPhone. Poderá substituir uma câmara?

Os tempos mudam, assim como os acessos a bens e os hábitos de consumo. Com os telefones a evoluir para smartphones, a açambarcar cada vez mais funcionalidades outrora delegados a outros equipamentos, a pergunta torna-se pertinente.

A nossa análise parte do recente vídeo de James Eagle, conhecido em redes sociais como o LinkedIn pelo trabalho em Visualização e Cruzamento de dados estatísticos. No seu mais recente trabalho, apresenta graficamente a evolução cronológica do volume de vendas de câmaras fotográficas e de smartphones.



O vídeo inicia na década de 50, numa época em que as câmaras fotográficas representavam status social, por se tratarem de engenhos complexos e dispendiosos. Esta década e nas duas que se seguiram, os denominados “30 Gloriosos”, foram marcados por um boom no mercado de bens de consumo e a massificação de bens como eletrodomésticos, automóveis, e equipamentos anteriormente vedados ao acesso geral da população, como as máquinas fotográficas.

Equipamentos mais pequenos e fáceis de manusear multiplicam-se em lojas, montras e lares por todo mundo. Fotografar adquire um carácter sentimental, uma forma de efetivação de memórias. É o companheiro de jantares de família, férias, Natal ou aniversários. Tudo isto explica a evolução exponencial nas unidades vendida por ano a partir da década de 60.

A década de 90 introduz um novo player no mercado, as câmaras digitais, com novas oportunidades de guardar ou imprimir as fotografias, tornando-se um atrativo e crescendo em vendas em detrimento das câmaras fotográficas convencionais.

Em 2007, o surgimento do iPhone e a evolução dos smartphones trouxe a possibilidade de convergir a câmara de fotográfica e a de filmar num objeto que já acompanhava os consumidores no seu dia a dia – o telemóvel. O objeto de desejo de consumo mudou, trazendo alterações nas vendas anuais de câmaras. Dos momentos mais especiais aos mais vulgares do quotidiano, qualquer pessoa de telemóvel em riste consegue captar vídeos e fotografias de qualidade. A juntar à equação, as redes sociais trouxeram novas formas de fruição de conteúdo visual, em formato de partilha digital.

Não obstante, importa aqui destacar um denominador comum entre os consumidores: os fãs e profissionais de fotografia. Embora se trate de um autêntico nicho de mercado, a verdade é que se trata de pessoas que, independentemente do avanço tecnológico, continuarão com interesse em comprar câmaras. A discussão passa, portanto, para uma questão secundária: Será possível, na atualidade, comparar a evolução na venda de smartphones e câmaras atendendo aos interesses de quem compra um e outro?

Para os fãs de fotografia em smartphone, na iServices somos especialistas na Reparação de Câmaras de iPhone, Samsung, Xiaomi, Huawei, OnePlus, entre outros. Em caso de avaria, não hesite em contactar-nos ou visite a sua loja iServices mais próxima.

Autentique-se para comentar

Conecte-se