França ajuda a pagar a reparação de ecrãs de smartphones

C’est vrai! França ajuda a pagar a reparação de ecrãs de smartphones

09/10/2023 - 05:52 - João Vitor Gomes Patrício
Reparação de ecrã de um smartphone.

Com o aumento da preocupação sobre os efeitos irremediáveis das alterações climáticas, torna-se necessário tomar medidas que contribuam para a sustentabilidade e para a economia circular. França está prestes a dar um novo passo neste caminho sustentável.

 

Há algum tempo que este país contribui com 25 euros para o arranjo dos smartphones, mas a partir de dia 1 de janeiro de 2024 entra em vigor a medida que confirma que este também irá ajudar a reparar o ecrã dos smartphones, com um valor diferente do já implementado. Este valor pode chegar aos 500€ dependendo do modelo do smartphone. Com esta medida, França quer incentivar ainda mais a reparação e consequente prolongamento da vida dos smartphones, visto que a sua produção de raiz engloba vários processos e materiais poluentes.

 

Apesar desta boa notícia, existem condições associadas. Estas reparações só serão apoiadas monetariamente caso o utilizador comprove que o ecrã tenha partido acidentalmente ou tenha sido provocado pelo desgaste natural da sua utilização. Este apoio fará parte do pacote já implementado em 2022 que se chama “bónus de reparação” e incentiva os cidadãos a repararem os aparelhos eletrónicos, evitando que comprem novos. Para além dos smartphones são ainda englobados neste pacote cerca de 50 produtos e cada vez são mais os locais de reparação a aderir a este incentivo.

 

Por cá, se o ecrã do seu iPhone partiu ou apresenta sinais de avaria ou desgaste, conte com a iServices. Em qualquer loja iServices encontra uma equipa de especialistas em reparação de ecrãs de telemóveis. Os nossos técnicos procedem a um diagnóstico e procedem à reparação na hora. Para prevenir futuros acidente no ecrã do seu equipamento, considere uma Película de Vidro. Visite-nos!

 

Texto escrito por Matilde Pêgas, editado por João Patrício.

Autentique-se para comentar

Conecte-se

Comentários